Blog de Notícias

Atenção redobrada no carnaval: as ISTs podem ser transmitidas até pelo beijo

As ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis) são transmitidas, na maioria das vezes, pelo contato do pênis na vulva, na vagina e no ânus sem proteção do preservativo. Mas, mesmo no sexo oral recomenda-se o uso da camisinha desde o primeiro contato. Como o HPV pode causar verrugas ao redor dos genitais, pode haver transmissão pelo contato com a pele e também no sexo oral, provocando o câncer da boca e garganta. Além disso, também é possível pegar ISTs pelo beijo, sendo as mais comuns o herpes e mononucleose. Entretanto, hoje tem se disseminado até casos de HPV por contato oral.  

Mas, qual método é mais eficaz para proteção?
Todos os métodos contraceptivos têm sua importância para evitar a gravidez, mas uns são mais seguros do que os outros. A escolha do melhor método para cada tipo de mulher deve ser feita sob orientação médica, após a discussão e avaliação das necessidades e preferências de cada pessoa. Mas, é importante saber que a camisinha é um método contraceptivo tipo barreira MUITO IMPORTANTE PARA PREVENIR infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), mas que usado sozinho não é tão seguro para EVITAR A GRAVIDEZ. É essencial usar a camisinha para evitar as ISTs. A camisinha impede a subida dos espermatozoides até o útero. Se o menino usar corretamente a camisinha desde o inicio da relação sexual, este método tem índice de falha de 3 a 12%. Fonte: febrasgo.org.br   (mais…)

Por clinicafemina, atrás
Blog de Notícias

Entenda a Síndrome do Ovário Policístico e quais os tratamentos possíveis

A Síndrome do Ovário Policístico está associada a diabetes tipo 2, infertilidade, doenças cardiovasculares, obesidade, apneia do sono (dificuldade da respiração no sono), gordura não alcoólica no fígado e depressão. O diagnóstico precoce e tratamento podem ajudar a reduzir esses riscos significativamente. Não está exatamente claro o que causa a SOP. Genética, comportamento, estilo de vida e ambiente podem influenciar. Ela é caracterizada por uma alta produção de hormônio masculino (como testosterona) pelos ovários. Os sintomas são: obesidade, aumento de pêlos no rosto, seios e abdome, acne, atrasos na menstruação, resistência à insulina e dificuldade para engravidar. O diagnóstico é feito através de exame clínico, dosagens hormonais e ultrassonografia.  

Tratamentos
A Síndrome do Ovário Policístico é uma doença comum, de diagnóstico simples e que, quando não tratada, pode ter grande impacto na saúde a curto e longo prazo. O tratamento é feito com anticoncepcionais orais, metformina, dieta, atividade física, indutores da ovulação e antidiabetogênicos orais, a depender do caso.  Uma dieta equilibrada, exercícios físicos e os níveis glicêmicos, de colesterol e pressão arterial adequados podem ajudar na prevenção da SOP. O acompanhamento ginecológico e a realização dos exames periodicamente são fundamentais.   (mais…)

Por clinicafemina, atrás

Responsável Técnico:
Dr. André Lima de Oliveira.